Conteúdo | Casa auxiliar em Seatle

Conteúdo

A empresa de arquitetura SHED, em Seattle , projetou esta casa compacta para um casal que queria morar em uma casa menor em sua própria propriedade.

Como os clientes viajam com frequência, eles decidiram alugar sua residência principal e criar uma “base compacta” para si mesmos no quintal.

Eles se voltaram para a empresa local SHED Architecture and Design para criar o que é conhecido como uma versão independente de uma unidade de habitação auxiliar (ADU).

Os clientes tinham vários pedidos para sua pequena morada. Eles queriam que ela tivesse uma identidade separada de sua casa principal, bem como um forte relacionamento com o jardim existente e fácil acesso a um beco. Além disso, eles solicitaram baixa manutenção e capacidade para acomodar painéis fotovoltaicos.

A casa pretende ter um interior acolhedor e um exterior resistente. “Duro por fora, quente por dentro, o Alley Cat é uma moradia moderna, esperta, enrolada nos cantos da cidade”, acrescentou o estúdio.

A fotografia é de Mark Woods . Texto de Jenna McKnight . Fonte: https://www.dezeen.com/

Casa na Noruega

Conteúdo

Oeste da Noruega é o endereço desta casa que já serviu de cenário para o filme  Ex Machina escrito e dirigido por  Alex Garland e entrou recentemente para seleção de casas do documentário Netflix, “As casas mais extraordinárias do mundo“.

casa na noruega 06

Foto: https://i.pinimg.com

Certamente o que mais chama a atenção é a enorme parede de rocha que envolta por  vidro, amplia e muito a interação da paisagem natural com os ambientes comuns da casa.

casa na noruega 01Foto: http://opusic.com.br

casa na noruega 03Foto: https://i.pinimg.com

Foto: https://i.pinimg.com

O escritório Jensen & Skodvin  desenvolveu o projeto originalmente para ser sede do Juvet Landscape Hotel . A intenção era interagir com a paisagem, propósito que podemos notar ter sido cumprido com precisão.

Fontes: geekness.com.br  - https://www.netflix.com/ - https://pt.wikipedia.org

 

 

Apartamento 64m² em NY

Conteúdo

O apartamento de um quarto com aproximadamente 64 m², foi desenvolvido pelo designer americano Alex P White. O intuito do projeto foi usar o apartamento como showroom (decorado) para as vendas do condomínio com 89 unidades que variam de $985 mil a $5,9 milhões.

A paleta de cores reduzida e o minimalismo eminente dominam os espaços, assim como os acabamentos em cimento queimado claro. A iluminação quente e as madeiras pontuais aquecem e deixam os ambientes mais aconchegantes. Um projeto moderno e de muito bom gosto.

Fotos: Colin Miller

Fonte: http://www.dezeen.com